segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Um pouco de Teutônia - RS.


História: Teutônia surgiu em 1858, quando o comerciante Carlos Schilling adquiriu terras devolutas na região. Buscando aumentar as chances de sucesso da colônia foi fundada a Empresa Colonizadora Carlos Schilling, Lothar de la Rue, Jacó Rech, Guilherme Kopp & Companhia, todos membros do alto comércio de Porto Alegre. O prefixo “Teuto”, leva à origem germânica. Este nome surge como um nome tribal de Teutões, eles, juntamente com os Cimbrianos, foram aniquilados pelos Romanos. Em 1861 foi iniciada a medição e divididos os 600 prazos coloniais, com superfície variável de 30.000 a 200.000 braças quadradas. Despesas de transmissão, escrituras, conflitos de divisas e disputas por fontes de água causaram o atraso nas vendas e vinda de colonos. Os primeiros habitantes chegaram em maior número a partir de 1865, sendo imigrantes alemães oriundos da antiga colônia de São Leopoldo.


Em 1868, mais imigrantes vieram da Alemanha, principalmente das regiões de Vestfália, Pomerânia, Saxônia, Boêmia e Silésia. Os alemães adquiriam as terras e se dedicavam à agricultura. Posteriormente, pequenas indústrias foram criadas pelos imigrantes, principalmente calçadistas. Teutônia se municipalizou em 1981, antes fazia parte do município de Estrela. Teutônia adotou o dia 24 de maio como dia do município porque foi nesta data que ocorreu o plebiscito que deu a vitória do "sim" a favor da emancipação.


Centro Administrativo Municipal.

O centro foi construído em 1986, estando localizado no Centro geográfico dos bairros de Canabarro e Languiru. Sedia, além da Prefeitura Municipal, órgãos públicos e de prestadores de serviços. É uma obra municipal inédita, que assinala a história de Teutônia no contexto brasileiro dos municípios, por ser a única nos objetivos propostos, de reunir, num mesmo local,estes órgãos administrativos e de prestação de serviços. É uma obra municipal inédita, que assinala a história de Teutônia no contexto brasileiro dos municípios, por ser a única nos objetivos propostos, de reunir, num mesmo local, estes órgãos administrativos e de prestação de serviços. O Centro Administrativo, cartão de visita do município, foi construído numa quadra central de 14 mil m² de terrenos planos, em nível mais elevado, o que lhe dá uma bela vista panorâmica. A construção perfaz mais de 5.800 m² construídos em 64 módulos, com estilo arquitetônico que lembra o enxaimel, perpetuando a gratidão do povo de Teutônia aos seus antepassados.


Poço dos Milagres – Uma moeda e um forno a lenha.


Relógio das Flores.
Nos quatro quadrantes ajardinados existem: o Relógio de Flores (a noroeste), símbolo da pontualidade do povo germânico.


Monumento ao Sapato de Pau.
Usado pelos imigrantes.


Recintos da Administração Municipal.


Centro Administrativo.


Centro Administrativo.


Repartições da Administração Pública.


"A cidade que canta e encanta“. Uma cidade se constrói pela força e união de seu povo. 


Teutônia, município brasileiro localizado na região central do estado do Rio Grande do Sul, no Vale do Taquari, emancipado politicamente em 1981, conta hoje com aproximadamente 25.000 habitantes.


Essa força e união são visíveis em vários setores, principalmente na cultura.


As rodovias que possibilitam acesso ao Município são a RST-453 (Rota do Sol) e a BR-386, interligadas pela RS-128 (Via Láctea), que cruza o Município. 


Festa de Maio.


Localização no Mapa do Rio Grande do Sul.


Bandeira da Cidade de Teutônia. 


Símbolo da Cidade de Teutônia.


Rodovia que corta a Cidade de Teutônia. 


Teutônia faz divisa: Ao norte, com os municípios de Imigrante e Westfália; a oeste com Estrela e Colinas; ao sul com Fazenda Vilanova e Paverama; e a leste com Poço das Antas, Barão, Boa Vista do Sul e Maratá. Distâncias aproximadas em Km.: Estrela:15 - Lajeado: 25 - Caxias do Sul: 90 - Porto Alegre:100 - São Paulo 1.200.

Nenhum comentário:

Postar um comentário