quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Pompeia.


A cidade de Pompeia foi uma cidade da Antiga Roma situada na região de Campania (perto da cidade de Nápoles). 


Pompeia.
Foi sepultada por uma erupção do Vesúvio no ano de 79 d.c. No ano da erupção, calcula-se que a população de Pompeia rondaria as 20.000 pessoas. A cidade estava situada numa zona onde abundavam as aldeias para férias e contava com numerosos serviços: un grande mercado de alimentos, moinhos, tabernas , um anfiteatro, pequenos restaurantes e até mesmo um prostíbulo.


Graças à capa de rochas vulcânicas que se abateu sobre ela, as escavações levadas a cabo nos últimos séculos permitem-nos imaginar como era esta grande cidade romana há vinte séculos.


Está tudo como no dia da erupção, uma vez que os seus habitantes não tiveram tempo de escapar, o que foi demonstrado pelo enorme número de cadáveres encontrados, em perfeito estado de conservação, uma vez que a lava os conservou, caso contrário, teriam desaparecido. O certo é que a lava ao arrefecer consolidou o molde perfeito de cada pessoa, e até mesmo a posição em que foi apanhada, pelo que apenas tiveram de encher esses moldes com gesso.













Templo de Apolo.


Uma, do grande número de casas particulares que conservaram as suas formas, jardins e átrios. Muitas destas vivendas também apresentam importantes restos de pintura mural e de mosaicos.





afrescos na parede de alguma vivenda.







 Interior de uma casa.


Entrada da Vila Imperial.


 Casa Fonte Grande.


Mosaicos da Casa Fonte Grande.


Vítimas da Erupção Vulcânica do Vesúvio.




Rua de Pompeia perfeitamente delimitada como as atuais, com passeios. Tudo isto está tal e qual como foi desenterrado das cinzas do Vesúvio, uma autêntica maravilha arqueológica.


rua com bueiros.


Fonte de água na rua.


Anfiteatro.


 Mercado da Fruta.


Templo de Vespasiano com um altar em mármore.


 O Templo de Júpiter.


Edifício de Eumaquia, albergava tintureiros e lavandeiros.


As Termas Stabianas, as mais antigas da cidade, do século IV A.C..


Eram compostas por uma secção masculina e outra feminina.


Tinham um sofisticado sistema de aquecimento: o ar quente circulava debaixo do piso e entre as paredes.


Tanto a secção masculina como a feminina estavam compostas por uma sala de vestir, uma sala com piscina de água fria, de uma sala temperada e de uma sala muito aquecida equipada de uma banheira para água quente e de uma fonte para ablucções com água tépida. Para além disso havia uma grande piscina para nadar ao ar livre.


TERMAS: IMAGEM RECONSTRUÍDA POR UM PROGRAMA DE COMPUTADOR.



PRAÇA DA PALESTRA – TERMAS STABIANAS


Moinho e Forno.


A Casa do Fauno é uma das mais luxuosas construções de Pompeia.


CASA DO FAUNO - IMAGEM RECONSTRUÍDA POR UM PROGRAMA DE COMPUTADOR


CASA DO FAUNO - IMAGEM RECONSTRUÍDA POR UM PROGRAMA DE COMPUTADOR


CASA DO FAUNO – MOSAICO BATALHA DE ISSO- ALEXANDRE MAGNO


Rua do Sepulcro.


A Casa do Poeta Trágico - Sobre o piso encontrava-se a inscrição: “Cuidado com o cão” e a imagem de um cão preso por uma correia.




Pinturas nas paredes de um Lupanar.


Esta é uma das "blanditas“; camas que os romanos usavam nos lupanares e seguramente nas habitações.


PINTURAS NAS PAREDES DA “VILLA DEL MISTÉRIO”


Atualmente, Pompéia é um dos grandes atrativos turísticos de Itália e uma maravilha arqueológica única. Faz parte do Parque Nacional do Vesúvio e em 1997 foi declarada Patrimônio da Humanidade.


Fonte da reportagem de jornal:Temperatura de 600 graus centígrados do vulcão Vesúvio matou os habitantes de Pompeia. Jornal O Sul, Porto Alegre, Segunda-feira, 21/06/2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário