quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Dinheiro do Brasil.



Moedas do Brasil colônia datadas de 1646.


Moedas antigas de 1695 e 1724.



Moedas antigas de 1732 e 1734.



Moedas de 1822, da época de Dom Pedro I.



Moeda de réis da época do império é encontrada em fazenda nova. Uma moeda de cobre, cunhada em 1828, foi encontrada na Fazenda Nova, popular Capoeiras, pelo jovem Camilo Monção. O achado foi por volta do ano 2000 e ele guardou sem ter noção de que se tratava. Quando ele procurou saber da moeda foi que descobriu que se tratava de uma moeda da época de D. Pedro I.

HISTÓRIA: A moeda de 80 Réis Imperial foi cunhada em 1828, na Casa da Moeda do Rio de Janeiro, na época capital da corte de Dom Pedro I. A moeda ostenta os símbolos nacionais do novo regime Império do Brasil. O anverso estampa o valor de 80 Réis, circundado por tulipas e pela inscrição: “Petrus I D G Const Impet Perp Bras Def”, que significa “Pedro I, por graça de Deus, Imperador Constitucional e Perpétuo Defensor do Brasil”. No reverso, há o brasão de armas do Império ladeado por ramo de café e de fumo e encimado pela inscrição “In hoc signo vinces”, tradução latina de frase grega que significa “Por este sinal conquistarás”. Os ramos representam a agricultura da época. 

O brasão de armas do Império, utilizado de 1822 a 1889, é constituído de três elementos: esfera armilar, cruz da Ordem de Cristo e listel azul orlado de prata, carregado de 19 estrelas igualmente prateadas, que representa as dezenove províncias da época. 
Camilo ficou contente com a relíquia mas se aparecer um numismático interessado ele afirma que faz negócio, dependendo da proposta que receber. 


Moeda Comemorativa do Descobrimento. 
Datada de 1900.


Casa de Fundição da Capitania de Minas Geraes. Hum vintém de ouro. Trinta e seis reis e meio.


Cédula valendo Quinhentos da Época do Brasil Império.


Cédula valendo Cinco Mil Reis da Época do Brasil Império.


Cédula valendo Cem Mil Reis da Época do Brasil Império.  


Cédula de 5.000 Mil Réis, da República dos Estados Unidos do Brazil.



Cédula valendo Vinte Mil Reis, da República dos Estados Unidos do Brasil. 



Cédula valendo Trinta Mil Reis. Época do Brasil República. Dinheiro do Banco da República do Brazil no Rio de Janeiro. 


Cédula valendo Quinhentos Mil Reis de 1906, da República dos Estados Unidos do Brazil. 


Cédula Antiga valendo Cinco Cruzeiros, da República dos Estados Unidos do Brasil. 


Cédula valendo Mil Cruzeiros, da República dos Estados Unidos do Brasil. 


Cédula Antiga, valendo Cinco Mil Cruzeiros, da República dos Estados Unidos do Brasil, com o busto de Tiradentes. 


Cédula Antiga, valendo Dez mil Cruzeiros da República dos Estados Unidos do Brasil, com o busto de Santos Dumont. 



Moeda Antiga do Brasil, de 100 Réis, datada de 1927 e a moeda de 400 Réis de 1922. Época conhecida como República Velha. 


O Cruzeiro foi criado dia 5 de Outubro de 1942, mas só passou a valer como unidade monetária a partir da meia-noite do dia 31 de Outubro de 1942. Ele substituiu o padrão Mil-Réis, que causava problemas por ter divisão milesimal. Outro objetivo dessa mudança foi unificar o meio circulante, já que na época existiam 56 tipos diferentes de cédulas, sendo 35 do tesouro nacional, 14 do Banco do Brasil e 7 da extinta Caixa de Estabilização. Foram usadas aproximadamente 8 notas do padrão Mil-Réis, carimbadas para o novo valor.


O Padrão Real foi a moeda do Império Brasileiro, durando até 1949.



O Cruzeiro Novo foi implantado no dia 13 de fevereiro de 1967. O Cruzeiro, padrão monetário desde 1942, perdia três zeros e se transformava em Cruzeiro Novo. O Cruzeiro Novo foi o único padrão monetário que não teve cédulas próprias.

O Banco Central reaproveitou cédulas do Cruzeiro, carimbando-as para o Cruzeiro Novo. O carimbo utilizado era formado por 2 círculos concêntricos, com o valor expresso no centro e as palavras BANCO CENTRAL e CENTAVOS ou CRUZEIROS NOVOS no espaço entre os círculos.

Cr$ 1.000 = NCr$ 1,00




Moedas em Cruzeiros de 1980.



O Real foi lançado em 01/07/1994 pelo Plano Real no governo Itamar Franco, com o objetivo de criar uma moeda forte e acabar com a inflação. Primeiramente foi estabelecido um índice paralelo para efeito de transição, a Unidade Real de Valor (URV). A Conversão de Cruzeiros Reais para Reais foi feita mediante a divisão do valor em Cruzeiros Reais pelo valor da URV de CR$2.750,00. Fonte: http://procriativo.blogspot.com/2009/08/historia-do-dinheiro-brasileiro.html

CR$ 2.750,00 = R$ 1,00


Esta é uma contribuição dos alunos Andrey e Osmar do 6º ano. Na pesquisa feita sobre o dinheiro na História do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário